Doenças condições de cães

Os perigos de uma serpente víbora para cães

Os perigos de uma serpente víbora para cães

Pit Viper cobras e cães

Nos Estados Unidos, cobras venenosas picam mais de 15.000 cães e gatos a cada ano. Se seu cão foi mordido, um membro da família "pit viper" provavelmente é o culpado. Este tipo de cobra inclui a cascavel, copperhead e mocassim de água. Eles têm cabeças triangulares largas com pupilas elípticas, presas curvas proeminentes e um poço profundo localizado entre a narina e o olho (daí o termo “víbora”).

Se o seu cão foi mordido, você deve consultar um veterinário imediatamente. A quantidade de veneno injetado varia, e não há como saber quanto veneno pode estar circulando no seu animal de estimação. Cerca de 50% dos ataques de veneno são graves o suficiente para serem uma emergência médica; 20% não conterão nenhum veneno.

As picadas de cascavel representam cerca de 80% de todas as picadas e são as mais perigosas das víboras. A maioria das picadas ocorre no sudoeste e sudeste dos Estados Unidos - Arizona, Geórgia, Flórida, Alabama, Carolina do Sul e Texas têm a maior incidência de picadas fatais.

As mordidas tendem a ocorrer quando os cães estão brincando em uma área infestada de cobras, e as mordidas de cobra geralmente são desencadeadas pelo comportamento agressivo, brincalhão ou curioso do seu animal. Os cães são mais propensos a serem atacados, com a maioria dos ataques atingindo as pernas ou a cabeça, especialmente o focinho. Se seu animal de estimação é mordido, é importante mantê-lo calmo. Limitar sua atividade pode reduzir o efeito da mordida.

O que observar

O risco de toxicidade depende do tipo de cobra, do tamanho do cão mordido e da quantidade de veneno injetado. Olhe para:

  • Inchaço rápido no local da picada
  • Dor intensa
  • Escorrendo sangue
  • Marcas de presas
  • Babando
  • Respiração rápida
  • Pupilas dilatadas
  • Gengivas pálidas
  • Fraqueza
  • Colapso

    Após uma picada de cobra, não aplique um torniquete, que pode afetar a circulação e ferir gravemente o tecido, mas pouco faz para interromper a circulação do veneno. E não tente sugar o veneno da picada; a saliva humana contém muitas bactérias e pode resultar em infecção grave. Além disso, não tente dar ao seu animal medicamentos para dor, tranqüilizantes ou tratamentos com gelo.

  • Diagnóstico de picadas de serpentes de víbora em cães

    O diagnóstico é baseado em um exame físico para procurar evidências de mordida de cobra, bem como a exposição potencial a cobras venenosas. O trabalho com sangue pode ser feito para avaliar quanto tempo leva para o sangue do seu animal coagular. Tempos de coagulação mais longos podem indicar a presença de veneno.

    Tratamento de picadas de cobra-víbora em cães

    O tratamento depende de qual espécie de cobra mordeu seu cão, bem como dos sinais de toxicidade exibidos pelo cão. Você pode esperar hospitalizar seu cão em casos graves.

    Antivenin é recomendado para picadas de cascavel. No entanto, o antiveneno é um produto humano e a disponibilidade pode ser limitada em certas partes do país. (Antivenin raramente é necessário para mordidas de copperhead.) Seu veterinário pode administrar difenidramina a seu animal de estimação (Benedryl) para reduzir as reações alérgicas associadas à picada de cobra. Seu animal de estimação também será tratado para dor e infecção.

    Prevenção

    Evite áreas onde as cobras provavelmente habitam. As cobras preferem viver em áreas calmas e escuras, como estacas de madeira. Se seu animal de estimação se recuperou de uma picada de cobra, é muito importante garantir que ele não seja mordido novamente; futuras picadas venenosas podem resultar em sinais tóxicos muito mais graves e causar morte.